Casa de Ferreiro…

Olá pessoal! Como estão de quarentena, com quase 5 meses de isolamento? Neste tempo muita gente aproveitou para aprender novas habilidades como cozinhar, pintar etc. No meu caso, resolvi empregar o tempo em algo que estávamos precisando fazer há muito tempo. Como prega o ditado, “casa de ferreiro, espeto de pau”, os sistemas utilizados internamente na White Fox já tinham passado da hora de serem atualizados. Ainda tínhamos sistemas em tecnologia antiga, hospedados em formatos que não recomendaríamos para ninguém.

Então, de março para cá, gastamos muitas horas para atualizar 100% do nosso parque tecnológico. E não só atualizar, aproveitamos para colocar tudo no estado-da-arte da que existe hoje. Como já citei várias vezes, estar atualizado é parte fundamental de nosso trabalho. Mas, principalmente por falta de tempo, a gente foca em empregar novas tecnologias e práticas nos nossos clientes e deixa de lado os nossos sistemas internos. Bom, não mais! Depois destes meses, estamos novamente orgulhosos de nossos sistemas! Eles estão utilizando o que há de melhor e mais moderno, tanto em boas práticas quanto em tecnologia. Neste artigo, vou fazer uma sinopse de como ficou a estrutura completa e, nas próximas semanas, detalhar melhor algumas das tecnologias e plataformas empregadas.

Para começar, fizemos uma refatoração e uma separação de camadas, isolando todas as nossas regras de negócios em APIs REST. Estas foram hospedadas em um API Gateway com o uso o Microsoft Azure Api Gateway – que é fantástico, com certeza teremos um artigo só para ele. O Api Gateway age como fachada para a cada API, gerenciando o acesso através de assinaturas e implementando as regras que se fazem necessárias. A figura abaixo mostra o uso do nosso API em uma semana normal.

Uso do White Fox Api Gateway

Aproveitamos que queríamos ter um caso de estudo de banco de dados NoSql e convertemos todo nosso sistema de autenticação e segurança para usarmos um banco de dados deste tipo. Fizemos testes com o Cosmos Db mas acabamos utilizando mesmo o Azure TableStorage padrão. O resultando ficou muito bom, detalho isto em artigo futuro.

Cada uma das APIs foi documentada em swagger usando o swaggerhub – que é completamente integrado ao Azure Api Gateway. Todas as APIs foram implantadas com o uso do Microsoft DevOPs, com Continuous Integration (CI) e Continuous Delivery (CD). Assim, após o commit, todos os testes unitários são automaticamente executados e, quando aprovados, atualizados diretamente no API Gateway, ficando disponível para aplicações web, móveis ou outras.

The API gateway pattern versus the direct client-to-microservice ...
Aplicaçoes usando API Gateway

O uso de APIs Rest nos sistemas Windows e Web ficou bem simples com o uso do Unchase Open API Connected Service (que pode ser instalado no Visual Studio). Ele se usa das especificações swagger para gerar um proxy local, similar à uma referência WCF.  O primeiro sistema que atualizamos foi o sistema interno de gestão, com o uso de um site Angular 10. Um ponto que tivemos cuidado de implementar no sistema web foi a utilização de chamadas de APIs de ação de forma 100% assíncrona. Isto melhora o tempo de resposta para o usuário e a escalabilidade do sistema. Mais sobre isto em artigos futuros

Dashboard White Fox Web

O segundo sistema que atualizamos foi o nosso aplicativo Windows. Ele é utilizado por alguns desenvolvedores que preferem ter algo sempre ativo no desktop. Com o uso do Unchase, também foi super simples migrá-lo para utilizar o Api Gatway.

Agora a “jóia da coroa” deste período foi a Lana. Já éramos usuários do Microsoft Teams há um bom tempo, e tínhamos ouvido que o Microsoft Bot Framework 4 estava valendo a pena, especialmente integrado ao Teams. Assim, mergulhamos a fundo e o resultado foi excelente. Construímos um bot, chamado Lana, para o Teams da empresa, que age como interface para todas as nossas APIs. E por ser um bot, comunicamos em linguagem natural escrita de maneira rápida e intuitiva. O resultado ficou tão bom que poucos ainda usam o sistema web ou aplicação Windows. Com certeza farei um artigo sobre a Lana.

Tudo tem lados positivos e negativos e esta pandemia não foi diferente. Sem ela não teríamos todo este tempo disponível para atualizar e avançar nosso conhecimento sobre as mais recentes plataformas e tecnologias. Podemos afirmar com certeza que agora em casa de ferreiro, temos um espeto de aço inoxidável da melhor qualidade! Nos próximos artigos detalho um pouco mais cada um destes componentes. Até breve!

, , , , ,

  1. Azure DevOps | Alexandre Valente's Blog
  2. Banco NoSql em Azure | Alexandre Valente's Blog

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: